Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Mais Lidas

Todo mundo comentando

Empréstimo pessoal para negativados no SPC e Serasa: descubra as opções no mercado

Não perca nenhum conteúdo de nosso Blog. Clique no botão abaixo e fique atualizado!

19 de janeiro – Muitos fatores têm contribuído para o endividamento da população nos últimos anos. Aqueles que não se planejam rigidamente correm sério risco de não pagar as dívidas existentes e, assim, terem seus nomes incluídos nos órgãos de proteção ao crédito, como Serasa e SPC. O que certamente atrapalha a obtenção de empréstimo ou qualquer outro crédito na praça.

As informações registradas por esses órgãos (SPC e Serasa) são disponibilizadas para os estabelecimentos comerciais em geral. Desse modo, o perfil financeiro de cada cliente é formado.

empréstimo-pessoal
Empréstimo pessoal para negativados

Porém apesar da formação desse perfil do consumidor e, por consequência, a identificação de negativados no mercado, ainda assim é possível obter crédito.

Portanto, para saber como conseguir um empréstimo pessoal para negativados apresentamos as 4 opções com maiores chances de aprovação.

Empréstimo online

Algumas financeiras e correspondentes bancários disponibilizam crédito para quem possui restrição no nome.

Uma dessas opções é a Simplic, onde a solicitação de empréstimo pessoal é realizada no site da empresa, preenchendo um cadastro e enviando por e-mail a documentação solicitada.

Apesar da pouca burocracia no momento da solicitação, a empresa realiza uma análise de crédito antes da aprovação do valor solicitado, e quem desejar seu empréstimo precisa ter mais de 18 anos, comprovar renda de no mínimo R$ 3.1170,70 e ser correntista do Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica, Itaú ou Santander.

Confira:

Empréstimo pessoal para negativados no SPC/Serasa? Conheça algumas opções

Empréstimo consignado

A segunda opção de crédito pessoal para negativado é o empréstimo consignado. Mas para obter acesso a esta modalidade é necessário ser aposentado, funcionário de empresa privada conveniada à Caixa Econômica, pensionista do INSS ou servidor público.

No empréstimo consignado o valor solicitado é descontado diretamente da folha de pagamento, servindo como garantia de cumprimento do contrato.

Por conta do tipo de desconto, a instituição que empresta o valor cobra taxas de juros menores.

Mais um critério disponibilizado pela Caixa para quem solicitar esse tipo de crédito é a possibilidade de pagamento do valor tomado emprestado através de parte do recurso depositado no FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço).

Isso se aplica aquele empregado de instituição privada conveniada, como visto na relação já mencionada antes.

Saiba mais:

CPF restrito? Bradesco realiza empréstimo em até 96 vezes para negativados no SPC e Serasa

Empréstimo com veículo em garantia

Nesta modalidade de empréstimo pessoal para negativados no SPC e Serasa, o solicitante pode utilizar seu veículo como garantia de pagamento do valor emprestado. Ou seja, caso o contrato não seja cumprido, o credor poderá solicitar a entrega do veículo.

Esse tipo de crédito cobra taxas de juros menores devido à garantia real apresentada no momento da aprovação do crédito.

De acordo com instituições credoras o montante solicitado poderá ser de 50 à 90% do valor total do veículo apresentado em garantia.

Portanto considerando a desvalorização sofrida pelos veículos é recomendado que seja apresentado um bem com fabricação mais nova, pois este critério também é considerado no cálculo das taxas de juros e demais condições.

Refinanciamento imobiliário

Nesta modalidade de crédito pessoal para negativados também é necessária a apresentação de garantia, porém o bem a ser apresentado é um imóvel.

O refinanciamento imobiliário, também conhecido como hipoteca também conta com taxas de juros menores e nele é possível obter até 60% do valor do imóvel hipotecado.

Para realizar o refinanciamento imobiliário, o imóvel apresentado precisa ser avaliado em no mínimo R$ 30 mil e o prazo de pagamento disponibilizado varia de acordo com a instituição financeira.

A Caixa Econômica, por exemplo, disponibiliza o parcelamento em até 240 meses, o equivalente há 20 anos.

Ajude a fazer o Diário Prime News! Tem dúvidas, críticas ou sugestões de pauta? Fale conosco! Mande email para contato@dpnews.com.br  


Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!