Tenho Bolsa Família e não recebi o auxílio emergencial; entenda mais

0
407
Tenho Bolsa Família e não recebi o auxílio emergencial; entenda melhor
Tenho Bolsa Família e não recebi o auxílio emergencial; entenda melhor

Tenho Bolsa Família e não recebi o auxílio – O pagamento relativo à primeira parcela do auxílio emergencial de 600 reais para os beneficiários do principal programa de assistencialismo social e econômico do país, o Bolsa Família, foi encerrado no último dia 30 de abril.

Os atendidos, dessa maneira, terão direito às três parcelas (restando duas) da ajuda financeira em razão da crise pela Covid-19.

Tenho o Bolsa Família e não recebi o auxílio emergencial: entenda melhor
Tenho o Bolsa Família e não recebi o auxílio emergencial: entenda melhor

No entanto, alguns fatores podem influenciar para o não recebimento do auxílio, como o não cumprimento de todos os requisitos. Portanto, entenda mais sobre o assunto.

Leia também:

Tenho Bolsa Família e não recebi o auxílio emergencial: entenda o que pode ter acontecido

Os beneficiários do Bolsa começaram a receber o valor correspondente ao auxílio emergencial; ou seja, 600 reais e 1.200 reais para mães chefes de família.

A substituição ocorre se o valor do auxílio emergencial for superior ao valor do Bolsa Família; caso contrário, o beneficiário continua a receber o benefício normalmente.

Dessa forma, a suspensão temporária acontecerá por três meses, em razão da crise do novo coronavírus, cuja doença (Covid-19) tem sido enfrentada em todo território nacional e internacional.

Contudo, alguns beneficiários relataram que não puderam sacar o auxílio, pois tiveram acesso somente ao valor relativo ao Bolsa Família, em média 180 e 200 reais.

Mas vale a ressalva de que as regras para a participação no auxílio, ou seja, o regulamento que deve ser cumprindo para que se tenha direito às parcelas, deve ser rigorosamente cumprido.

Assim, o beneficiário do Bolsa tem direito ao auxílio emergencial, desde que atenda a todos os critérios e cumpra os requisitos.

Leia ainda:

Regras para o recebimento do auxílio emergencial são rigorosas

Para ter acesso ao auxílio emergencial, o trabalhador informal deve cumprir todos os requisitos a seguir:

  • Ter mais de 18 anos de idade;
  • Não ter emprego formal (não trabalhar de carteira assinada nem vínculo ativo);
  • Não ser beneficiário do INSS ou de programa assistencialista, exceto o Bolsa Família;
  • Estar em família com renda mensal por pessoa de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou com renda mensal total de até três salários mínimos (R$ 3.135,00);
  • Não ter recebido rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2018;
  • Ser Micro Empreendedor Individual (MEI), contribuinte do RGPS ou trabalhador informal de baixa renda (inscrito no CadÚnico).

Portanto, se alguma dessas exigências não for atendida, o interessado não terá direito ao auxílio, mesmo que tenha o Bolsa Família (seja titular ou Responsável Familiar do benefício).

Veja também:

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here