Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Mais Lidas

Todo mundo comentando

Bolsa Família poderá ser ampliado com redução de auxílio a pescadores; entenda

Não perca nenhum conteúdo de nosso Blog. Clique no botão abaixo e fique atualizado!

11 de fevereiro – O Bolsa Família é o programa social do Governo Federal que atende a mais de 13 milhões de famílias atualmente. As pessoas beneficiadas preenchem requisitos específicos como, por exemplo, a baixa renda mensal. No entanto, o benefício tem passado por crises desde o final do ano passado.

Com o objetivo, portanto, de superar os problemas que o programa vem enfrentando, o governo estuda medidas para mudar a situação. Nesse sentido, o seguro-defeso (que contempla os pescadores) entra em pauta.

Bolsa Família poderá ser ampliando com redução do seguro-defeso
Bolsa Família poderá ser ampliando com redução do seguro-defeso

Leia ainda: Saiba quando receber o pagamento do Bolsa Família 2020

Governo pode reduzir auxílio a pescadores para ampliar o Bolsa Família

Crises como a redução de benefícios, baixo orçamento e grande fila de espera para novas concessões são problemas que batem à porta do governo Bolsonaro. Desse modo, já se estudam medidas para melhorar o auxílio social.

Tendo em vista que a fila de espera para novas concessões já atingiu 1 milhão de pessoas inscritas, observar-se a possibilidade de mudar o regulamento do seguro-defeso.

Veja também:

Bolsa Família tem votação do 13º obstruída; saiba mais

O que é o seguro-defeso e como ele será relacionado ao Bolsa Família

O seguro-defeso é um auxílio que tem como beneficiário o pescador artesanal, quando esse está impedido de exercer a sua atividade econômica; logo, fica temporariamente sem a sua principal renda.

Isso acontece pelo fato de que deve existir a preservação das espécies. Portanto, durante esse período, o pescador recebe o auxílio, que atualmente corresponde a um salário mínimo (R$ 1.045) e é pago aos pecadores nas épocas em que a pesca é proibida.

O governo tem estudado, portanto, reduzir esse benefício, que move aproximadamente R$ 2,5 bilhões dos cofres públicos anualmente, com o objetivo de reajustar o Bolsa Família.

Regras do seguro-defeso passarão a ser as mesmas do Bolsa Família

As mudanças que podem ocorrer no seguro-defeso são relacionadas à estrutura do benefício, uma vez que a ideia é que o auxílio passe a ser um programa de transferência de renda, ao invés de ser um auxílio considerado unicamente trabalhista.

Sendo assim, o que o Ministério da Economia tem em mente é a redução de gastos transformando o auxílio a pescadores, em um benefício diretamente dependente da renda familiar.

Portanto, as mesmas regras que valem para a concessão do programa social, passarão a ser requisitos para participação no seguro-defeso. Essas regras, portanto, correspondem à renda de famílias em situação de pobreza e extrema pobreza.

A renda mensal, pois, dessas famílias em situação de pobreza equivale a R$ 89,01 a R$ 178 por pessoa. Já as famílias em situação de extrema pobreza possuem renda mensal de R$ 89 também por pessoa.

Veja ainda:

Programa Bolsa Família deverá gerar também emprego e renda; entenda

Ajude a fazer o Diário Prime News! Tem dúvidas, críticas ou sugestões de pauta? Fale conosco! Mande email para contato@dpnews.com.br  


Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!