Auxílio emergencial reprovado? Veja o que pode ser feito para mudar!

0
354
Auxílio emergencial reprovado? Veja o que pode ser feito para mudar!
Auxílio emergencial reprovado? Veja o que pode ser feito para mudar!

O auxílio emergencial de R$ 600 que vem sendo pago pelo governo desde a primeira quinzena de abril ainda não contemplou todo mundo. Além de atrasos nas previsões de pagamento, muitas pessoas relatam que sua solicitação ainda está em análise ou pior, que foi negada.

Em relação aos atrasos, a Caixa Econômica já informou que depende do recebimento de dados da Dataprev, que é a empresa responsável por recolher e analisar os dados de cada uma das pessoas que fez o seu cadastro solicitando o auxílio emergencial.

Mas como fica a situação de quem ainda não teve sua solicitação atendida ou até mesmo reprovada, o que fazer nesse caso? Entenda mais a respeito do assunto.

Assista o vídeo:

Auxílio emergencial reprovado? Veja o que pode ser feito para mudar!
Auxílio emergencial reprovado? Veja o que pode ser feito para mudar!

Beneficiários poderão solicitar uma reanálise da solicitação do auxílio emergencial

De acordo com informação repassada pelo vice-presidente da Caixa, Paulo Henrique Angelo, as pessoas que são inscritas no Cadastro Único e que tiverem sua solicitação negada, mas discordam da análise, ou seja, acham que têm direito ao auxílio emergencial, poderão solicitar uma reanálise do seu pedido.

Novo cadastro

Ainda segundo o vice-presidente do banco, esse é uma novidade da Caixa Econômica, que assim, vai permitir que seja feita um novo cadastro no site ou no aplicativo da Caixa Econômica, que em seguida vai encaminhar, novamente, as informações para a Dataprev.

E assim, poderá ser feita uma nova análise da solicitação.

Além disso, vale lembrar que o benefício pode ter sido negado por erros cometidos na hora do cadastramento, por isso, é muito importante entender detalhadamente como realizar esse cadastro.

Caso deseje, você poderá acessar nosso canal no Youtube, se inscrever e baixar um infográfico com todo o passo a passo e dicas para preencher corretamente o cadastro. Clique no link.

Mas é importante também entender de todos os requisitos para saber se, de fato, você está apto a receber o auxílio emergencial.

Saiba mais a respeito, conferindo essa matéria: O que fazer para não ter auxílio emergencial reprovado?

A regularização do CPF ainda é obrigatória para receber o auxílio

É muito importante regularizar o CPF, já que essa é uma das exigências da Receita Federal para que a pessoa receba os R$ 600 do auxílio emergencial.

O Tribunal Regional Federal da Primeira Região havia derrubado essa exigência, mas o governo recorreu da decisão e por conta disso, a regularização do CPF voltou a ser exigida.

Se o CPF estiver irregular não será possível realizar o cadastramento do auxílio emergencial.

A primeira coisa a fazer é consultar a situação do CPF no site da Receita Federal e verificar a situação do CPF.

Para fazer isso, basta clicar no link e informar o número do CPF e a data de nascimento.

Já o procedimento para regularizar é, em posse do título de eleitor, acessar o site e seguir as orientações informadas.

E quem ainda está com a solicitação do auxílio emergencial em análise?

De acordo com a Caixa Econômica, os trabalhadores informais e todos aqueles que ainda não tiveram sua solicitação do auxílio atendida, podem vir a receber duas parcelas de uma única vez.

Contudo, precisarão ter sua análise aprovada pela Dataprev e que isso ocorra depois do calendário oficial de pagamento.

  • Leia também:

MEI: 5 ideias lucrativas para negócio online e como conseguir dinheiro para investir

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here