Financiamento imobiliário cresce e sonho da casa própria fica mais fácil; saiba mais

0
16
Empréstimo sem avalista: entenda mais sobre a modalidade de crédito da Caixa
Empréstimo sem avalista: entenda mais sobre a modalidade de crédito da Caixa

24 de dezembro de 2019 – O financiamento imobiliário é uma modalidade de crédito de longo prazo oferecido por instituições financeiras, bancos públicos ou privados, utilizado para obtenção de imóveis novos ou usados com finalidade habitacional ou comercial.

De acordo com a Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip), a queda das taxas de juros, que se encontram abaixo dos 10% ao ano, revelam um aumento do financiamento para aquisição da casa própria.

Até setembro, contando os últimos 12 meses, foram financiados 273.986 imóveis no país; aumento de 33% sobre igual período do ano passado. Esses contratos equivalem a R$ 71,3 bilhões em crédito (alta de 39%).

Leia ainda:

Mudanças no Minha Casa Minha Vida: chance de escolher tipo e local do imóvel; confira

Veja como obter financiamento imobiliário com o Banco Santander
Financiamento imobiliário cresce e sonho da casa própria fica mais fácil; saiba mais

De acordo com o economista Fabrício Fernandes, a queda da taxa Selic, em 2020, pode favorecer ainda o consumidor, com condições ainda mais vantajosas.

“Atualmente os bancos privados já oferecem taxas de juros na casa dos 7% ao ano e a Caixa Econômica, abaixo desse patamar, com 6,75%. Com a provável redução da taxa básica de juros, a Selic, em 2020, de 5% ao ano para 3,75%, a conquista da casa própria pode ficar ainda mais barata”, informou Fernandes.

O Santander, por sua vez, oferece financiamento de imóveis residenciais e comerciais. Nesse caso, é possível financiar até 80% do imóvel residencial com um prazo de até 35 anos para pagar e taxa de juros em 7,99% ao ano mais TR e é possível usar o FGTS.

Enquanto o imóvel comercial pode ser financiado até 70% com pagamento de até 12 anos.

Saiba como obter o financiamento imobiliário do Banco Santander

Para obter o financiamento imobiliário é necessário ter conta no banco, acessar o site ou aplicativo do Santander e seguir algumas etapas:

Preenchimento dos seus dados e os do imóvel para simular e solicitar a análise de crédito

  1. Cadastrar as informações da proposta e enviar os documentos solicitados;
  2. Acompanhar a análise técnica e marcar a vistoria;
  3. Após a finalização das etapas, basta ir até a agência para assinar o contrato;
  4. Após a entrega do contrato registrado e matrícula atualizada ao Santander, o crédito é liberado ao vendedor na conta cadastrada.

Porém, para fazer o financiamento imobiliário com o Santander é preciso arcar com algumas despesas e tarifas:

  • Tarifa de Avaliação da Garantia;
  • Tarifa de Serviços Administrativos;
  • Seguros MIP (Morte e Invalidez Permanente) e DFI (Danos Físicos do Imóvel);
  • Despesas com o registro do contrato e certidões;
  • Imposto sobre a transmissão de bens imóveis (ITBI).

Dicas para não ficar endividado com o crédito imobiliário

  • Antes de buscar um financiamento imobiliário é necessário pesquisar e analisar todas as opções de taxas de juros e as condições propostas pelos bancos.
  • Além disso, é preciso analisar se as condições de pagamento não colocam a renda familiar em risco.
  • É sempre interessante ter em mãos boa parte do valor da entrada para não ficar tão endividado com as parcelas. Ou seja, a partir do momento em que uma boa parte do pagamento da entrada é realizada, a dívida diminui e é quitada com mais rapidez.

“A entrada ideal é aquela que deixará o menor número de parcelas para pagar. Nesse sentido, também não vale olhar só o valor dessa parcela. Tem que ver os juros, o custo efetivo, quanto o imóvel vai custar ao todo”, explica planejadora financeira Fernanda Prado, em entrevista para o site do UOL.

Leia ainda:

Serasa: comércio cresce em novembro e gera otimismo; mais crédito será alavanca em 2020

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here