Nesta terça (7) governo libera dinheiro para desempregados e autônomos; saiba mais

0
36
Nesta terça governo libera dinheiro para desempregados e autônomos: saiba mais
Nesta terça governo libera dinheiro para desempregados e autônomos: saiba mais

Governo libera dinheiro para desempregados e autônomos – Em meio ao período de isolamento social causado pela pandemia de coronavírus, o governo prepara a liberação de recursos que atenda a cidadãos desempregados e autônomos. No entanto, o assunto ainda é confuso para alguns. Desse modo, veja mais sobre esse pagamento e entenda definitivamente quem direito ao benefício e o que fazer para recebê-lo.

Veja também:  

Desempregados, autônomos e MEI: passo a passo para receber os 600 reais pelo aplicativo

  • Assista o vídeo: Auxílio Emergencial de R$ 600 para desempregados e autônomos: veja o passo a passo para conseguir, acesso o canal no youtube, se inscreva, e baixe um infográfico detalhado.

Leia também:

Nesta terça governo libera dinheiro para desempregados e autônomos: saiba mais

Nesta terça governo libera dinheiro para desempregados e autônomos: saiba maisAprovado na Câmara dos Deputados e no Senado, a Lei do Auxílio Emergencial foi sancionada pelo presidente da República Jair Bolsonaro, com objetivo de amenizar a crise econômica, sobretudo para famílias de baixa renda.

Mas critérios foram estabelecidos para que o auxílio seja destinado a quem realmente tenha sido prejudicado pela pandemia.

Leia mais:

De acordo com a equipe econômica do governo federal, a ajuda de R$ 600 a R$ 1.200 vai atender cerca de 54 milhões de trabalhadores informais no país.

Por outro lado, o Ministério da Cidadania acredita que o auxílio pode chegar até a 70 milhões de brasileiros.

Enquanto o governo libera dinheiro para desempregados e autônomos, saiba como garantir o benefício.

Desempregados e autônomos que podem receber o auxílio

Trabalhadores informais, microempreendedores individuais e contribuintes individuais são considerados como público alvo da medida emergencial.

No caso de trabalhadores desempregados e autônomos, é necessário, no entanto, que pelo menos um dessas condições seja cumprida:

a) Ser microempreendedor individual (MEI);

b) Ser contribuinte individual ou facultativo do INSS;

c) Ser trabalhador informal inscrito no Cadastro Único – caso não seja cadastrado, é necessário solicitar com autodeclaração através de sistema digital; ou

d) Ter cumprido o requisito de renda média até 20 de março de 2020.

Além disso, é necessário cumprir também todos estes critérios:

  • Ter mais de 18 anos;
  •  Família com renda mensal per capita (por pessoa) de até meio salário mínimo (R$ 522,50) ou renda familiar mensal total de até três salários mínimos (R$ 3.135); e
  • Não ter tido rendimentos tributáveis, em 2018, acima de R$ 28.559,70.

No caso das mulheres chefes de família, o benefício será de R$ 1.200.

Leia também:

Saque de R$ 600 reais: autônomos e desempregados devem fazer Autodeclaração de Renda

Governo libera dinheiro para desempregados e autônomos: como receber o dinheiro

O pagamento será feito por meio de instituições federais, que são as seguintes:

  • Banco do Brasil;
  • Caixa Econômica Federal;
  • Banco do Nordeste;
  • Banco da Amazônia;
  • Lotéricas;
  • Correios.

Quando estará disponível para saque?

O repasse do dinheiro começa a acontecer já nesta terça (07/04), com prioridade para os trabalhadores informais que já estão inscritos no CadÚnico, isto porque o governo já possui os dados destes cidadãos.

Sendo assim, trabalhadores informais com conta na Caixa ou no Banco do Brasil já podem resgatar o benefício de R$ 600 a partir desta terça-feira.

Como efetuar o cadastro no aplicativo?

O cadastro para informais que não possuem inscrição no CadÚnico pode ser feito pelo aplicativo Caixa Auxílio Emergencial ou pelo site, através do seguinte endereço: auxilio.caixa.gov.br.

Entenda os passos para o cadastro:

  • Primeiramente, deve-se inserir dados pessoais, como nome, CPF, data de nascimento e nome da mãe.
  • Em seguida, deverá informar sua área de atuação e salário.
  • Posteriormente, o sistema pedirá informações dos familiares com quem mora na mesma casa.
  • Por fim, será informada a conta bancária na qual deseja receber o benefício.

O cadastro levará até 48 horas para ser aprovado, ou negado, e o recurso será creditado pela Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil ou inúmeras outras redes bancárias.

É possível acompanhar a solicitação através do mesmo aplicativo ou pelo site.

Leia ainda:

Quem recebe Bolsa Família tem direito aos 600 reais? Saiba mais

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here