Mais Lidas

Todo mundo comentando

Bolsonaro voltou a afirmar que Moro mentiu sobre interferência na Polícia Federal

Não perca nenhum conteúdo de nosso Blog. Clique no botão abaixo e fique atualizado!

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), usou sua conta no Facebook para comentar as declarações que haviam sido feitas pelo ex-ministro de Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, que afirmou que o chefe do executivo tinha interesse de interferir na Polícia Federal. Bolsonaro disse que nenhum superintendente havia sido trocado por ele, e afirmou que existem bons policiais não somente em Curitiba.

“Lamentavelmente o ex-ministro mentiu sobre interferência na Polícia Federal. Nenhum superintendente foi trocado por mim. Todos foram indicados pelo próprio ministro ou diretor geral. Para mim os bons Policiais estão em todo o Brasil e não apenas em Curitiba, onde trabalhava o então juiz”, comentou Bolsonaro no Facebook.

Bolsonaro compartilhou um vídeo do presidente do Sindicato dos Policiais Federais de São Paulo, Susanna Val More, ela falou sobre a autonomia do órgão, afirmou também que não possível saber o contexto da declaração e sobre não haver menção direta ao presidente.

View this post on Instagram

Lamentavelmente o ex-ministro mentiu sobre interferência na Polícia Federal. – Nenhum superintendente foi trocado por mim. Todos foram indicados pelo próprio ministro ou diretor geral. – Para mim os bons Policiais estão em todo o Brasil e não apenas em Curitiba, onde trabalhava o então juiz. – Vídeo: Dra. Susanna Val Moore, Pres. do Sindicato dos Policiais Federais em SP.

A post shared by Jair M. Bolsonaro (@jairmessiasbolsonaro) on

“Durante anos, a PF tem exercido protagonismo no combate da corrupção, exercido suas atribuições de forma independente e isso decorre da própria estrutura do órgão e da qualidade de seus agentes”, afirmou Susanna.

Moro pediu demissão do cargo de ministro da Justiça e Segurança Pública no fim da manhã de sexta-feira (24), argumentando que não poderia permanecer à frente da pasta sem autonomia depois exoneração do diretor-geral da PF, Maurício Valeixo.


Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!