Mais Lidas

Todo mundo comentando

Jair Bolsonaro: entrevista apenas se elogiarem discurso na ONU

Não perca nenhum conteúdo de nosso Blog. Clique no botão abaixo e fique atualizado!

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) fez um pronunciamento de 20 segundos, hoje, 30 de setembro. Com efeito, esta fala dada aos jornalistas trouxe uma afirmação curiosa. O presidente disse que só vai dar novas entrevistas sob uma condição dada para a imprensa. Assim sendo, condicionou entrevistas a publicar notícias positivas sobre seu discurso na 74ª Assembleia Geral da ONU. Esta última aconteceu na terça-feira passada (24). “Imprensa, gosto muito de vocês, mas tudo é deturpado. Quando vocês fizerem uma matéria real do que aconteceu lá na ONU eu dou entrevista pra vocês”.Foram as palavras do presidente, antes de deixar a coletiva.

Decerto, não é a primeira vez que Jair Bolsonaro tem esse comportamento. Em agosto, o presidente também se negou a falar com a imprensa quando questionado. Na ocasião, manifestou falas ofensivas contra a primeira-dama francesa, Brigitte Macron. A fala na qual condiciona sua entrevista a abordagens positivas da imprensa foi postada no próprio Twitter do presidente da república.

Jair Bolsonaro avaliou como positivo seu discurso na ONU

De acordo com o Poder 360, a semana passada, Jair Bolsonaro avaliou sua fala ONU. De acordo com a matéria, o presidente disse que não foi ofensivo com ninguém. “No meu entender, um discurso objetivo e patriótico, diferente de presidentes que me antecederam, que iam lá para serem aplaudidos e nada além disso”, disse. Além disso, o presidente falou e tirou foto com apoiadores na porta do Alvorada. Ainda segundo o Poder 360, Bolsonaro disse que sua posição “não é fácil”, mas que está fazendo “o melhor possível”. Finalizou reclamando da atuação dos jornais, o que tem sido constante em seu governo.

Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro / Foto: Alan Santos / PR/ Reprodução: Jornal Meia Hora

Várias reações nas redes sociais

Depois da fala de Jair Bolsonaro, várias críticas vieram nas redes sociais. “Ele não sabe respeitar o contraditório e sempre foge daquilo que lhe desagrada”, disse a deputada Sâmia Bomfim (PSOL-SP). O predomínio de reações foi negativa, embora algumas positivas de conhecidos apoiadores tenham acontecido. A imprensa, no geral, reagiu mal à fala, o que se faz ver nas chamadas de suas manchetes. Ao que tudo indica, atritos entre o presidente e imprensa devem continuar.


Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!