Mais Lidas

Todo mundo comentando

MPRJ salva Flavio Bolsonaro e a midia pressiona

Não perca nenhum conteúdo de nosso Blog. Clique no botão abaixo e fique atualizado!

Até hoje, 27,  o site  The Intercept Brasil ainda não se pronunciou a respeito da declaração do MPRJ. A nota oficial do MPF desmente a reportagem do jornal contra Flávio Bolsonaro. Segundo o MPRJ, a reportagem publicada pelo jornal não condiz com a realidade dos fatos.

O Ministério público do Rio de Janeiro, se manifestou no últimoe sábado, 25, sobre o caso Flávio Bolsonaro, em razão do esquema de “rachadinhas” do gabinete do senador. O jornal The Intercept Brasil publicou uma denúncia contra o senador e o envolvimento com a milícia do Rio de Janeiro.

 

Leia também:   Joice Hasselmann insinua queda de Jair Bolsonaro

Alem disso, segundo The Intercept Brasil, Flávio Bolsonaro teria lucrado com a construção de prédios ilegais, pela milícia do Rio de Janeiro. Parte do financiamento para a construção dos prédios teria sido feito com o dinheiro do esquema, e hoje, o senador estaria lucrando os prédios.

 

Defesa do MPRJ e a F. de São Paulo

Entretanto, o ministério público emitiu uma nota desmentindo a reportagem do canal The Intercept Brasil, afirmando que a reportagem não condiz com a realidade dos fatos. Leia na íntegra, a nota do Ministério Público do Rio de Janeiro:

 

“O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio do Grupo de Atuação Especializada no Combate à Corrupção (GAECO/MPRJ), esclarece que, em relação à matéria publicada no site Intercept “Rachadinha de Flávio Bolsonaro financiou prédios ilegais da milícia no Rio”, veiculada neste sábado (25/04), a publicação não retrata a verdade dos fatos. E que, em razão do sigilo decretado nas investigações, não é possível fornecer outras informações no momento”.

Nota publicada no site oficial do MPRJ

Você pode gostar: Polícia Federal no encalço de Carlos Bolsonaro

Contudo, o jornal, Folha de S. Paulo piublicou uma nova reportagem intitulada: “Os negócio ilegais de Flávio Bolsonaro”., trazendo a tona, novamente, a complicada situação de Flavio Bolsonaro  com a milícia do Rio de Janeiro.

 

Todavia, de acordo com o  The Intercept Brasil, as informações foram adquiridas através de uma acesso exclusivo com informantes aos documentos sigilosos do processo contra o senador. Flávio Bolsonaro não se manifestou sobre a acusação.

Confira: Nelson Teich envolvido em mais um escândalo

 


Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!