/Pegando Fogo

As dívidas de empresa do mercado Bitcoin poderão ser pagas mais rápido do que se pensava. Isso porque entendendo que a empresa está devendo e que a riscos de não pagar as dívidas. A justiça determinou que seja confiscado os bens possuídos pelos donos da empresa, a fim de pagar as dívidas feitas.

A justiça teve uma ideia simples e eficaz, unir a extinta nota promissória com o pagamento em Bitcoin. Sendo assim, não adianta mais as empresas simplesmente declararem falência que acabam as dívidas. Agora a justiça brasileira está indo atrás do valor que a empresa tem no mercado Bitcoin.

Mercado Bitcoin: Bitcoin pode ser confiscado para pagamento de dívidas, entenda - Dinheiro Digital
Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Mercado Bitcoin: Bitcoin pode ser confiscado para pagamento de dívidas, entenda

Justiça Brasileira busca em exchanges valores guardados em Criptomoedas para pagamento de dívidas


Leia também: Mercado Bitcoin: 700 investigações que envolve grandes operadores de Bitcoin no Brasil é travada na Justiça

mercado bitcoin
(Imagem: Reprodução)

Mercado Bitcoin e notas promissórias

Os valores presentes no mercado Bitcoin são como bens que podem perfeitamente ser apreendidos para pagar a dívida de uma empresa, por exemplo.

É exatamente essa a postura que a justiça brasileira está assumindo em casos em que existe o pedido de bloqueio de valores presentes no mercado Bitcoin.

- Advertisement -

Já a nota promissória é uma forma simples de documentar uma dívida entre as partes. Assim, muitas vezes em casos como esse a nota é o único documento que comprova uma dívida entre as partes. As informações contidas neste documento, são afirmadas pela assinatura do devedor.

Com essa nota, ficam estabelecidos compromissos de pagamento e quando isso não acontece o caso pode acabar na justiça. No entanto, com empresa declarando não ter condições de arcar com os compromissos assumidos, o mercado Bitcoin pode ser a última maneira de se receber o valor de volta.

Então a justiça determinou a execução de uma nota promissória envolvendo o Bitcoin. Essa é a primeira vez que a criptomoedas serão procuradas em exchanges brasileiras em busca de executar este tipo de cobrança.

Assim, pelo menos 15 empresas que operam com criptomoedas devem informar se o réu citado no processo possui qualquer tipo de saldo em Bitcoin. As empresas mencionadas foram:

  • XDex
  • Foxbit
  • BitcoinTrade
  • Mercadobitcoin
  • Braziliex
  • Waltime
  • Bitcointoyou
  • 3xBit
  • Coinext
  • Bitpreço
  • Bitblue
  • FlowBTC
  • Nox Bitcoin
  • Probit
  • Bitcambio

Bloqueio até para aluguel atrasado

Uma nota promissória representa uma forma de negociação obsoleta e o mercado Bitcoin é uma tecnologia muito nova. Assim, o processo junta o antigo ao novo para garantir o pagamento de dívidas.

Assim, a justiça está procurando por moedas digitais em nome de empresas que declararam falência. O saldo encontrado será utilizado para pagar as dívidas em nome da empresa. Aluguel também está na lista do bloqueio das criptomoedas.


Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!


Postagens recentes

1 De 174