/Pegando Fogo

A Binary Bit, empresa baiana acusada pela CVM de ser uma suposta Pirâmide Financeira, que alega atuar no mercado de opções binárias e faz promessas de lucros garantidos de até 3% ao dia. Fez uma jogada um tanto ousadia esses dias. A empresa que buscava mostrar legibilidade aos seus “investidores” afirmou que a CVM estava a participar dos negócios da empresa.

Já a CVM, no entanto, negou todas as informações passadas e alertou para que as pessoas tivessem cuidado.

Binary Bit: suposta Pirâmide Financeira faz uso indevido do nome de membros da CVM e Autarquia alerta a Polícia Federal - Dinheiro Digital
Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Binary Bit: suposta Pirâmide Financeira faz uso indevido do nome de membros da CVM e Autarquia alerta a Polícia Federal

Empresa Binary Bit faz uso indevido do nome de membros da CVM.


Binary Bit
Suposta Pirâmide Financeira Binary Bit, faz uso indevido do nome de membros da CVM / Diário Prime. (imagem: Instagram)

CVM alega ser Pirâmide Financeira

A empresa Binary Bit já havia sido considerada uma Pirâmide Financeira pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários). No entanto, a empresa alegava aos seus participantes que a autarquia tinha estreito laços com a empresa. Sendo assim afastava qualquer indício de irregularidade que pudesse passar pela cabeça das pessoas que tivessem a intenção de fazer parte dos negócios da empresa.

A Binary Bit alegava que o Superintendente Geral, Alexandre Pinheiro dos Santos, apoiava a empresa e que inclusive havia participado das reuniões da empresa em Salvador-Ba.

Tais alegações eram sustentadas por dois vídeos apresentados pela Binary Bit, mas foi retirado do ar.

Contudo a CVM se manifestou afirmando que tudo não passava de uma farsa da empresa. Com o intuito de mascarar as suas atividades ilícitas.

- Advertisement -

A autarquia declarou:

“São encontrados vídeos com referências indevidas à CVM e ao seu Superintendente Geral, inclusive com a falsa informação de que este estaria presente, representando a Autarquia, em evento em Salvador/BA… O segundo vídeo diz respeito a um evento ocorrido em 2012 e está sendo utilizado indevidamente com legenda falsa alusiva à Binary Bit e ao referido evento em Salvador. ”

Medidas tomadas pela CVM

Sendo assim a CVM declarou que medidas foram tomadas contra a empresa. Desta forma já acionou o ministério público e o Departamento de Polícia Federal. Acusando a empresa com indícios de crime de ação penal pública, envolvendo possível fraude financeira na modalidade de pirâmide. De maneira idêntica pelos fatos específicos envolvendo o uso indevido do seu nome e do nome do seu Superintendente Geral.

Em sua nota a autarquia disse:

“A CVM informa ainda que, entre outras providências, já comunicou indícios de crime de ação penal pública, envolvendo possível fraude financeira na modalidade de pirâmide, na atuação da Binary Bit ao Ministério Público do Estado de São Paulo (Processo CVM nº 19957.005764/2019-39) e, em razão dos fatos específicos envolvendo o uso indevido do seu nome e do nome do seu Superintendente Geral, informou o Departamento de Polícia Federal, com o qual a Autarquia inclusive mantém um acordo de cooperação.”

Finalizou alertando as pessoas que caso recebessem alguma proposta referente a empresa Binary Bit. Deveriam entrar em contato com a CVM e informar o ocorrido. Confira:

“Caso receba proposta de investimento por parte da empresa acima referida ou de qualquer representante ou preposto seu, entre em contato com a CVM pelo Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC), preferencialmente fornecendo detalhes do contato e a identificação das pessoas envolvidas.”

Veja tambémCVM anuncia página de alertas sobre crimes financeiros


Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!


Postagens recentes

1 De 174