/Pegando Fogo

Investir em mercado bitcoin da liberdade para o investidor ser seu próprio banco. Por outro lado, também significa que se acontecer algo com os ativos, não existirá banco para ajudar e tampouco para ressarcir.

No dia 19 de janeiro, Peter Schiff declarou que sua queixa ao mercado bitcoin foi provada quando informou que não estava conseguindo acessar suas holdings de bitcoin, pelo fato da sua carteira estar “corrompida”.

Mercado bitcoin: crítico do Bitcoin Peter Schiff mentiu - Dinheiro Digital
Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Mercado bitcoin: crítico do Bitcoin Peter Schiff mentiu

entenda por que a declaração de Peter Schiff não é verdadeira


Veja mais: Bitcoin hoje: por que até as celebridades apoiam o Bitcoin?

Mercado bitcoin: Peter Schiff mentiu
Mercado bitcoin: Peter Schiff mentiu – Imagem: Reprodução

A afirmação de Schiff

Schiff, executivo-chefe da Euro Pacific Capital, afirmou que no momento em que tentou acessar usava a senha correta, mas teve acesso negado. Se isso fosse verdade, com certeza seria uma reviravolta no mercado bitcoin e de criptomoedas. Afinal, o que esperar dos ativos no curto e longo prazo se de uma hora para outra pode se perder ou não conseguir acessá-los.

“Acabei de perder todo o bitcoin que tinha em carteira. Minha carteira foi corrompida e minha senha está inválida”, publicou Schiff em seu Twitter. Local que ele usa para fazer postagens periódicas debochando das criptomoedas.

- Advertisement -

Diante desse episódio, especialistas do mercado criptográfico foram ágeis e rejeitaram a afirmação do executivo-chefe, alegando que é impossível que uma carteira se corrompa.

Especialistas em mercado bitcoin alegam que afirmação de Schiff é ridícula

Mati Greenspan, fundador da Quantum Economics, disse “é uma afirmação completamente ridícula. Peter deve ter esquecido a senha e se distraiu não salvando o backup.”

Outros especialistas também comentaram sobre o episódio argumentando que a frase inicial da carteira funcionaria como um dispositivo de segurança, capaz de recuperar a conta:

“Não tem como corromper uma carteira de bitcoin, visto que se o investidor tiver em posse da frase inicial, sempre poderá importar os ativos para outra carteira”, disse John Johnston, diretor administrativo da Capital. E acrescentou:

“Um banco de dados pode ser corrompido. Mas a tecnologia do bitcoin e outras blockchains são baseadas em chaves privadas, que possibilitam importar ou gerar endereços em carteira. A carteira por si só é apenas uma representação visual dos tokens que foram importados das chaves”.

Diante das oposições, Schiff se defendeu: “se eu tivesse esquecido a senha, estaria tudo bem, pois uma hora eu iria me lembraria. Mas como eu não a esqueci, não há como adivinhar outra para desbloquear minha carteira.”

Veja também:Mercado bitcoin: o acontecimento que pode definir a alta da Criptomoeda em 2020

 


Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!


Postagens recentes

1 De 174