Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Mercado bitcoin: EUA se preocupa com bitcoin

O governo norte americano vê o mercado bitcoin como uma ameaça a sua soberania mundial.


O mercado bitcoin vem a cada dia ganhando mais espaço. Seja com empresa trazendo carteira direto do celular ou com empresas lançando cartões de débito para uso diário do bitcoin.

Com esse avanço, o governo norte-americano começa a enxergar a moeda como um risco eminente a sua soberania mundial. Assim, no ano passado o presidente Donald Trump fez acusações contra o mercado bitcoin, sem fazer nenhuma referência concreta. Mas o seu secretário de classificou o bitcoin como uma ameaça a soberania nacional.

Mas porque os americanos vêem o bitcoin com um vilão?

Veja mais:Bitcoin hoje: por que até as celebridades apoiam o Bitcoin?

Mercado bitcoin: EUA se preocupa com bitcoin
Mercado bitcoin: EUA se preocupa com bitcoin

Disputa do poder entre EUA e mercado bitcoin

De acordo com o governo norte-americano, o bitcoin pode acabar com o status do dólar de moeda de reserva mundial. Então, querem saber de que forma exatamente o mercado bitcoin afetará a sua economia.

“Muitos entusiastas de criptomoedas preveem que uma criptomoeda global ou uma moeda digital nacional pode minar o dólar”.

“Se um desses cenários acontecer, os EUA perderão seu status no mundo e suas autoridades globais”, escreveu o Escritório do Diretor de Inteligência Nacional dos EUA.

Buscando base para justificar a sua perseguição contra o mercado bitcoin, o governo está se valendo de um dado de pesquisa de 2018. Nesta pesquisa realizada descobriu-se que minerar uma criptomoeda, gerava mais gasto com energia que minerar minérios para formar a mesma quantidade de valor.

- Advertisement -

De acordo com o departamento de combate a crimes financeiros, ter o dólar como reserva mundial, traz muitas vantagens para os EUA. Pois isso traz ao país o poder de sancionar outros países.

“Os EUA mantêm o domínio internacional em grande parte devido ao seu poder financeiro e autoridades”.

Dólar digital está próximo

Mesmo com toda a insatisfação do governo norte-americano, o dólar digital já está muito próximo de ser lançado.

A iniciativa surgiu em 2019 como uma saída para a alta desvalorização do dólar e foi sugerido por J. Christopher Giancarlo, ex-presidente da CFTC. Além do Giancarlo estão envolvidos neste projeto ex-presidente da CFTC, juntamente com o ex-diretor do LabCFTC Daniel Gorfine e o investidor Charles Giancarlo, formando a Digital Dollar Foundation.

A instituição tem parcerias poderosas nos EUA, como por exemplo a Accenture e a Federal Reserve. Com isso eles estão a pressionar o banco central norte-americano para a criação de uma moeda digital própria.

De acordo com ele, apesar dos tempos terem mudado, as normas financeiras ainda estão presas no século passado, estando engessada para as novas tecnologias.

“Acredito que os usuários do dólar, sejam eles usuários domésticos de varejo dos EUA ou a própria economia global, não sejam atendidos por uma moeda analógica no mundo digital”.

Veja também:Mercado bitcoin: Por que os EUA deveriam apresentar uma resposta ao Bitcoin para concorrer com o Yuan Digital

Fonte: Forbes


Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!