Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Representante de League of Legends conta os segredos da Riot para o lançamento de jogos

Neste sábado (04), Ryan “Riot Cactopus” Rigney, chefe de comunicações de League of Legends, usou o Twitter para contar as estratégias que a Riot Games adotou para divulgar novos jogos. Em uma longa thread, ele revelou todos os segredos da bem-sucedida campanha de lançamentos.

Ele inicia o texto chamado “Cinco maneiras de anunciar jogos controversos/arriscados” falando sobre um certo medo/preocupação que a Riot tinha, em 2019, com os planos de anunciar vários jogos para celular e um jogo de cartas. No entanto, todos os anúncios da empresa de League of Legends correram muito bem.

Reprodução do Twitter de League of Legends Esports
Reprodução do Twitter de League of Legends Esports
Siga o Diário Prime no Google News. Receba de graça os melhores conteúdos, Loterias, Futebol ao Vivo, Finanças, em primeira mão.

Veja também: LoL: Luskka e Sacy não disputarão 1º Split de 2020

Estratégias para anunciar o auto chess de League of Legends e outros jogos

A primeira estratégia exposta por Ryan Rigney diz respeito ao lançamento de Teamfight Tactics, o auto chess de LoL. A principal questão era que o jogo é inspirado no mod Dota Auto Chess, e eles temiam que o público fosse tratá-lo somente como uma cópia.

Para superar isso, o plano foi admitir a inspiração. No anúncio, eles inclusive falaram que jogavam bastante Auto Chess no escritório. Por agirem com honestidade, os jogadores não viram a semelhança entre os jogos de maneira negativa.

A segunda estratégia foi abraçar os memes e falar a língua dos players. Eles citam os problemas que a Blizzard teve ao lançar Diablo Immortal para celular, e que decidiram brincar com o meme que foi gerado dessa controvérsia, para mostrar que entendiam como os jogadores se sentiam.

Confira: Lol: Dekar173 dá rage quit e chama a comunidade de League of Legends de lixo, veja o vídeo

A terceira estratégia diz respeito a League of Legends: Wild Rift, a versão de LoL para celular e consoles. O grande diferencial neste caso foi mostrar amor pelo produto. Os desenvolvedores do jogo fizeram várias animações divertidas que não tem nenhuma funcionalidade real, mas que evidenciam o cuidado que tiveram.

A quarta estratégia foi surpreender o público. Ele dá o exemplo de Legends of Runeterra, um jogo de cartas que foi anunciado de surpresa junto com outros jogos no final de um vídeo comemorativo.

A última estratégia que ele compartilha é mostrar aos jogadores que os desenvolvedores pertencem a comunidade. Para isso, ele cita o vídeo em que a equipe de Runeterra compartilha fotos deles na infância jogando card games, o que os humaniza e demonstra que eles são como os jogadores.

Encerrando a thread, Ryan Rigney ainda aproveita para elogiar a equipe de Path of Exile, que anunciou em novembro a versão para celular do jogo e teve o vídeo aclamado pelo público

Você pode gostar: Pro player de CS:GO FalleN emociona crianças da AACD, veja o vídeo