Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Primeiro GP da temporada de Fórmula 1 quase confirmado, mas outro fica ameaçado

Novas informações, boas e ruins, sobre o início da temporada da Fórmula 1 têm surgindo todos os dias. Nesta quinta-feira (30), saíram notícias sobre três etapas que ainda estão no calendário de 2020, sendo que uma notícia é positiva, mas as outras duas preocupantes.

A parte boa é que o governo da Áustria sinalizou positivamente sobre a realização da prova, ou das provas, em julho no país, que abririam a temporada da Fórmula 1. Porém, o GP da Hungria não será mais ser realizado na data prevista e Suzuka suspendeu a venda de ingressos.

Fórmula 1: abertura da temporada pode ser mesmo na Áustria

Leia Também: Vettel teria negado proposta de renovação com a Ferrari

Siga o Diário Prime no Google News. Receba de graça os melhores conteúdos, Loterias, Futebol ao Vivo, Finanças, em primeira mão.

Após o cancelamento do GP da França, a Áustria nos últimos dias passou a ser forte candidata a abrir a temporada em 5 de julho. A prova será realizada no circuito de Spielberg e com portões fechados aos torcedores e imprensa. Cogita-se, inclusive, usar a pista para uma segunda corrida, já no final de semana seguinte.

GP da França é mais uma etapa cancelada. Crédito: Twitter Fórmula 1
GP da França é mais uma etapa cancelada. Crédito: Twitter Fórmula 1

Nesta quinta-feira (30), o Ministro da Saúde do país, Rudolf Anschober, disse que liberará a realização do evento se a categoria apresentar um plano de segurança. Segundo a autoridade, a corrida seria permitida sob condições muito estritas e, obviamente, sem a presença de expectadores.

O fato de o circuito ficar em uma região rural do país e com pouca população colabora com os planos dos organizadores da prova.

Fórmula 1: GP da Hungria fica ameaçado

O GP da Hungria, por sua vez, não poderá ser mais em sua data original, ou seja, 2 de agosto. Isso porque o governo local anunciou que a corrida não poderá ocorrer antes do dia 15 de setembro. O país ainda se colocou à disposição para realizar uma ou mais corridas assim que for possível.

Leia também: Acidente de Rubens Barrichello em Ímola completa 26 anos

Outra tradicional prova do calendário, o Grande Prêmio do Japão, teve a venda de ingressos suspensa nesta quinta. O motivo é uma indefinição com relação ao calendário, e consequentemente a data da prova. O país foi um dos mais atingidos pela pandemia, mas demostra sinais de recuperação.

Leia também: Há 31 anos Ferrari de Berger se incendiava em curva que Senna morreu