Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Fórmula 1: Nome de piloto espanhol ganha força na Ferrari

Os carros da Fórmula 1 ainda não completaram sequer uma volta na temporada 2020, mas a dança da cadeiras para o ano que vem já começa a se aquecer. E isso envolve um dos cockpits mais almejados da categoria: o da Ferrari.

Com o impasse nas negociações envolvendo a renovação de Sebastian Vettel com a equipe italiana, o nome de Carlos Sainz, atualmente na McLaren, ganha força em Maranello. Além dele, Daniel Ricciardo e Antonio Giovinazzi também são cotados para assumirem o volante de um dos carros vermelhos da tradicional equipe de Fórmula 1.

Fórmula 1: Vettel é a primeira opção da Ferrari

Siga o Diário Prime no Google News. Receba de graça os melhores conteúdos, Loterias, Futebol ao Vivo, Finanças, em primeira mão.

Leia Também: Ex-dono de equipe diz que três montadores podem deixar a categoria

O chefe da Ferrari, Mattia Binott, já repetiu algumas vezes que a primeira opção é a renovação com Sebastian Vettel. No entanto, as negociações estão emperradas e um dos entraves é com relação a duração do novo acordo. A equipe propõe um ano enquanto que o alemão quer um vínculo por três temporadas. A redução salarial é outro ponto em desacordo.

Vettel pode iniciar dança das cadeiras na Fórmula 1. Crédito: Twitter Ferrari
Vettel pode iniciar dança das cadeiras na Fórmula 1. Crédito: Twitter Ferrari

No começo desta semana, o jornal Gazzetta dello Sport revelou que a direção da equipe propôs um novo acordo ao piloto. Agora o tempo de contrato passou para dois anos, porém a redução salarial foi mantida. O salário anual de Vettel, que é de 34 milhões de euros, seria reduzido para 12 milhões.

Fórmula 1: pontos fortes a favor de Sainz

Um nome forte que vinha sendo cotado para o lugar de Vettel era do australiano Daniel Riccardo, da Renault. Mas nos últimos dias a Ferrari fez uma analise mais detalhada do perfil de Carlos Sainz e chegou a conclusão que ele seria o melhor nome para o time.

Leia Também: Nascar anuncia data de retorno de suas corridas

Uma das questões é a financeira. Riccardo é um dos pilotos mais bem pagos do atual grid e mesmo que concorde com uma redução salarial, Sainz ainda é economicamente mais vantajoso. Outro ponto a favor do espanhol foi sua solida temporada de 2019, tendo demostrado profissionalismo ao lidar com um início ruim da equipe.

Depois de passar em branco nas três primeiras provas da temporada, o jovem de 25 anos pontuou em 13 das últimas 16 corridas e terminou a temporada em sexto. Ele ficou atrás apenas dos dois pilotos da Mercedes, da dupla da Ferrari e de Max Verstappen.

Leia Também: Terrível acidente de Barrichello em Ímola completa 26 anos