Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Fórmula 1 já trabalha com data para iniciar mundial e com duas corridas na mesma pista

Com metade de seu calendário comprometido por adiamentos e cancelamentos, o Fórmula 1 busca um jeito de iniciar seu campeonato. E uma solução foi apresentada durante reunião virtual envolvendo integrantes das dez equipes e a diretores da categoria. Um calendário provisório deve ser divulgado na próxima semana.

A possibilidade que ganhou força após essa reunião seria abrir a temporada em 5 de julho, no circuito Spielberg, na Áustria, e com portões fechados, fato inédito na história da Fórmula 1. No domingo seguinte, dia 12, uma nova prova seria realizada no local, também sem a presença de públicos. A pista pertence à Red Bull.

Fórmula 1: localização da pista ajuda a diminuir riscos

Siga o Diário Prime no Google News. Receba de graça os melhores conteúdos, Loterias, Futebol ao Vivo, Finanças, em primeira mão.

Leia Também: Campeão Não Inclui Felipe Massa e Rubens Barrichello da lista dos Melhores Contra Quem Correu

O circuito de Spielberg fica em uma região rural pouco povoada do país e que é cercada de montanhas. A ideia é testar todos os profissionais envolvidos na corrida e colocá-los em hotéis, pertencentes também à fabricante de bebida energética. As pessoas se deslocariam apenas do hotel para a pista e o caminho inverso.

Pista é de propriedade da Red Bull. Crédito: Twitter da Fórmula 1
Pista é de propriedade da Red Bull. Crédito: Twitter da Fórmula 1

Além de não contar com público, também não haveria credenciamento da imprensa e somente os responsáveis pela transmissão de TV poderiam entrar. Além deles, também estariam liberados os funcionários das equipes, fiscais de pista, serviço médico, resgate e três fotógrafos oficiais. Estima-se que mil pessoas estejam habilitadas a participar do evento.

Fórmula 1: duas etapas podem ser canceladas

Além da Áustria, a Inglaterra também manifestou o interesse em sediar duas corridas, mas isso ainda depende de liberação das autoridades sanitárias. Já a Hungria deseja manter sua prova na data original, no final de julho, que se sucederia a dupla rodada austríaca.

Leia Também: Há 35 anos, no chuvoso GP de Portugal, Ayrton Senna conquistava sua primeira vitória

Por outro lado, dois GPs que estavam previstos no calendário devem sair de forma definitiva. Um deles é o da França, onde o governo local tem aumentado as restrições a eventos públicos. Outra prova que deve ser limada da temporada é a do Canadá, mas isso se deverá questões de espaço no calendário e dificuldades de logísticas.

Fórmula 1: adiado o início da vendas de ingresso para GP do Brasil

As dificuldades de logística que acabaram por riscar a prova canadense do calendário podem impactar no GP do Brasil, em Interlagos. Originalmente marcada para 15 de novembro, a etapa é uma das que mais geram dificuldades de transporte de equipamentos para as equipes. E isso seria potencializado dado ao aperto que o calendário vem sofrendo.

Tais incertezas sobre se a corrida acontecerá na data programa, ou até mesmo se ela ocorrerá, fizeram os promotores adiarem o início da venda de ingressos. A intenção dos promotores é iniciar a comercialização dos bilhetes somente depois da data da corrida ser assegurada.

Leia Também: Em 2006, Massa venceu pela primeira vez no Brasil