Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Fórmula 1: dobradinha Piquet-Senna no GP Brasil de 86 será reprisada nesta quinta-feira. Veja onde assistir

A falta de eventos ao vivo para os canais esportivos transmitirem tem sido a oportunidade para os fãs da Fórmula 1 relembrarem ou assistirem pela primeira vez históricas provas do passado. Nesses tempos de quarentena, nada melhor do que curtir os grandes momentos dos pilotos brasileiros na categoria. E a prova que o SporTV2 reexibirá nesta quinta-feira (9), é mais do que especial.

A corrida de Fórmula 1 que será mostrada a partir das 17 horas é o Grande Prêmio do Brasil de 1986, disputado no circuito de Jacarepaguá, no Rio de Janeiro. A prova foi amplamente dominada pelos brasileiros, terminou com vitória de Nelson Piquet seguido de Ayrton Senna. A imagem dos dois no pódio foi um aperitivo do melhor momento do Brasil na categoria que viria nos anos seguintes.

Fórmula 1: forte calor e pole de Senna

Siga o Diário Prime no Google News. Receba de graça os melhores conteúdos, Loterias, Futebol ao Vivo, Finanças, em primeira mão.

Leia também: Há 17 Anos, Interlagos Recebia 700º GP Que Teve Chegada Confusa E Forte Acidente De Alonso

A prova, disputada em 26 de março, abria a temporada de 1986. O verão carioca tinha acabado há menos de uma semana, mas o forte calor ainda se fazia presente em Jacarepaguá, o que fez os pilotos e os carros sofrerem.

Piquet abriu a temporada de 86 da Fórmula 1 com vitória. Crédito: reprodução YouTube
Piquet abriu a temporada de 86 da Fórmula 1 com vitória. Crédito: reprodução YouTube

No primeiro treino oficial – naquela época eram dois -, feito na sexta-feira, Nelson Piquet, estreando pela equipe Williams, fez o melhor tempo. Mas no sábado a marca foi batida por Senna, ainda na Lotus, que largou na pole, tendo seu compatriota ao lado na primeira fila.

Fórmula 1: domínio brasileiro na corrida

Na largada Piquet assumiu a primeira posição e Senna caiu para segundo e, após algumas volta, foi superado pelo então atual campeão Alain Prost. Mas o brasileiro recuperou os segundo posto após a McLaren do francês quebrar.

Leia também: Há 19 anos Montoya dava um chega pra lá em Schumacher, mas tinha um Verstappen no caminho

Aliás, quebras foram algo constante na corrida, que viu apenas dez carros, dos 25 que largaram, completarem a prova, sendo que apenas os quatro primeiros na mesma volta. Gerhard Berger, o sexto, chegou com duas voltas de atraso.

No pódio Piquet e Senna, que na época já não tinham uma relação tão amistosa, seguraram juntos a bandeira do Brasil. Foi a penúltima vez que houve dois brasileiros nos degraus mais altos do pódio. O fato voltaria a se repetir pela última vez em 1991, no Grande Prêmio do Japão, quando novamente Piquet foi o vencedor com Roberto Moreno chegando em segundo. Ambos corriam pela Benetton.

Leia também: Fórmula 1 ganhará uma nova equipe em 2021