Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Fórmula 1: coronavírus faz temporada perder uma de suas principais corridas

Ainda sem uma data definitiva para que os carros voltem à pista, a Fórmula 1 sofreu um grande baque nesta quinta-feira (19). Horas depois de ser anunciado o adiamento de mais três corridas, outro comunicado revelou que uma das etapas está definitivamente fora do calendário de 2020. E não é qualquer uma.

Após reunião do Automóvel Clube de Mônaco, ficou decidido que não haverá o Grande Prêmio de Mônaco de Fórmula 1 neste ano. A corrida estava agendada para acontecer no dia 24 de maio e foi uma das três, junto com Holanda e Espanha, que mais cedo havia sido adiadas. Assim o calendário passa a ter 21 provas, sendo que seis já não serão mais realizadas em suas datas originais.

Fórmula 1: GP não fica fora desde a temporada de 1954

Siga o Diário Prime no Google News. Receba de graça os melhores conteúdos, Loterias, Futebol ao Vivo, Finanças, em primeira mão.

Fórmula 1 Anuncia O Adiamento De Mais Três Etapas Da Temporada

Com o cancelamento, será a primeira vez desde 1954 que o mais glamoroso GP da temporada não será disputado. O circuito de rua, que recebeu sua primeira corrida da Fórmula 1 em 1950, passou a fazer definitivamente parte do calendário a partir de 1954. Desde então teve corridas em todos os anos.

Mônaco ficará sem recebe a Fórmula 1 neste ano: Crédito: Twitter da Mercedes
Mônaco ficará sem recebe a Fórmula 1 neste ano: Crédito: Twitter da Mercedes

Uma das justificativas da ACM foi que o fechamento das fronteiras dificultou a aquisição de mão-de-obra e de se reunir os elementos necessários para a realização do GP. Até esta quinta-feira alguns trabalhos no circuito de rua já vinham acontecendo, mesmo com o príncipe Albert tendo testado positivo.

Fórmula 1: férias são antecipadas para março / abril

Conforme já estava sendo especulado, a Fórmula 1 confirmou também que as férias dos funcionários das equipes, tradicionalmente em agosto, serão em março e parte de abril. Além disso, o fechamento das fábricas, que antes eram de 15 dias, passou para 21 dias. Nesse período não haverá desenvolvimento dos carros.

Fórmula 1: Renault não descarta ir atrás de piloto da Ferrari

O objetivo dessa antecipação é aproveitar o mês de agosto para repor as corridas que foram adiadas nesse começo de temporada. Outra mudança foi que a implantação do novo regulamento, quando os carros mudariam radicalmente, passou para 2022.

Fórmula E anuncia mais uma decisão drástica por conta do coronavírus