Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Fórmula 1 ao vivo: Ross Brawn quer punições melhor explicadas

Mais uma pitada na polêmica corrida da Fórmula 1 ao vivo do Canadá, o grande prêmio que ainda não acabou. E parece que deve demorar mais uns dias ainda. Agora quem se manifestou sobre os ocorridos no último domingo (10/06), em Montreal, foi o diretor esportivo da categoria, o experientíssimo Ross Brawn.

Em declaração para a imprensa estrangeira Brawn externou o sentimento de que os comissários da FIA em conjunto com os organizadores da F1 devem ser mais claros ao aplicar punições durante as corridas. Claro, isso é uma resposta a um movimento de revolta por parte dos fãs da modalidade. Fórmula 1 ao vivo é no Diário Prime.

Base de fãs do automobilismo mostrou revolta com punição

Siga o Diário Prime no Google News. Receba de graça os melhores conteúdos, Loterias, Futebol ao Vivo, Finanças, em primeira mão.

Discussões acerca das regras de conduta e pilotagem da Fórmula 1 se arrastam por anos. O regulamento da FIA é extenso e quase incompreensível para quem quer um rápido entendimento de suas decisões. Tornando difícil o entendimento de quais situações devam merecer punição.

Foto: reprodução Twitter Ferrari / Vettel quando a prova ainda estava tranquila / Fórmula 1 ao vivo
Foto: reprodução Twitter Ferrari / Vettel quando a prova ainda estava tranquila / Fórmula 1 ao vivo

Tal situação faz com que muitos fãs da categoria fiquem irritados. E, além disso, comparem a rigidez dos regulamentos da FIA com outras categoria que não são administradas pela Federação Internacional de Automobilismo. Especialmente Fórmula Indy e Nascar, ambas conhecidas por darem mais liberdade aos pilotos na disputa por posições.

Fórmula 1 ao vivo: entenda o motivo da penalização para Vettel

Os comissários de corrida entenderam que deveria ser atribuída culpa a Vettel por causa dos movimentos no volante feitos pelo alemão no retorno à pista. O incidente entre o alemão e Hamilton ocorreu na volta 48 da prova e acabou por definir uma inverter posições. Com o constrangimento de que o primeiro piloto a ver a bandeira quadriculada não foi o vencedor da prova.

A maior parte dos aficionados entendeu que se tratou de um movimento normal de corrida. O próprio beneficiado, Lewis Hamilton, disse que faria o mesmo que o alemão se estivesse no comando da Ferrari número 5. Aumentou o desconforto dos fãs a ausência explicação oficial ou divulgação de dados pertinentes ao caso.

Diretor da F1 Brawn quer mais transparência

O diretor esportivo da F1 entende que oferecer ao público elementos sobre os motivos de decisão destas medidas, beneficiaria a categoria. Afirmou que tem muito respeito aos comissários e acredita em seu profissionalismo. Complementando que nem os comissários gostam de ver uma prova definida em uma punição.

Lembrando que sempre há um ex-piloto convidado integrando o time de comissários de pista em cada grande prêmio. No Canadá, o encarregado dessa função era Emmanuele Pirro, de pouco destaque na categoria. Mais famoso por sua atuação em carros de turismo. A Fórmula 1 ao vivo volta no dia 23, domingo, na França.