Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Larson é demitido de sua equipe na Nascar após comentário racista em live

A paralisação das corridas, por conta do coronavírus, não fez com que a Nascar baixasse a guarda em relação ao comportamento de seus pilotos. Nesta segunda-feira (13), organização da categoria informou que o Kyle Larson foi suspenso por tempo indeterminado. Nesta terça-feira (14), foi a vez da equipe Chip Ganassi, pela qual ele corria, anunciar sua demissão

O motivo do gancho, e posterior demissão, foi um comentário feito por ele, durante a transmissão ao vivo de uma corrida virtual, de cunho racista.  Na transmissão ele teria dito a frase: “Can you hear me, nigger?”. Na tradução seria algo como: “você pode me ouvir, preto?”. Isso foi o suficiente para a Nascar tomar uma atitude.

Nascar: termo é considerado extremamente pejorativo

Siga o Diário Prime no Google News. Receba de graça os melhores conteúdos, Loterias, Futebol ao Vivo, Finanças, em primeira mão.

Leia Também: Renault Ameaça Processar Racing Point. Entenda O Motivo

A palavra “nigger” nos Estados Unidos é considerada um termo muito pejorativo e não é aceito pela organização da categoria, que nesta segunda tomou uma atitude. Em seu comunicado, a Nascar disse que não iria tolerar esse tipo de linguagem durante um evento de iRacing.

A direção da categoria informou ainda que Larson infringiu as seções 12.1 e 12.8, as quais dizem respeito à conduta de seus membros. O piloto ainda terá que ser submetido a um treinamento de sensibilidade. O curioso é que ele é descendente de japoneses e participa do programa “Drive for Diversity” (“Pilotar pela Diversidade”).

Equipe de Larson na Nascar suspendeu seu salário. Crédito: Twitter do piloto
Equipe de Larson na Nascar suspendeu seu salário. Crédito: Twitter do piloto

Nascar: fim da linha para Larson na equipe

Antes, a equipe Chip Ganassi já havia repudiado os comentários de seu piloto além de ter suspendido os pagamentos de seus salários.

Isso foi na segunda-feira (13), porque nesta terça a equipe voltou a se manifestar. Por meio de um comunicado a Ganassi anunciou a demissão do piloto. Os patrocinadores que ele carregava seguirão com o time.

Enquanto continuamos a avaliar a situação com todas as partes envolvidas, ficou claro que essa era a única ação possível a ser tomada

Trecho do comunicado da Chip Ganassi

Nascar: Larson usa redes sociais para se desculpar

Também nesta segunda-feira (13), o piloto fez uso de suas redes sociais para se desculpar por ter dito uma palavra que, segundo ele, jamais poderia ser dita. Ele afirmou que sente muito pelo ocorrido, mas admite que os estragos possam ser irreparáveis.

Leia Também: Há 27 anos, Senna fazia a melhor primeira volta da história da Fórmula 1

Entendo que o estrago é talvez irreparável, apenas quero deixar claro a todos o quão sinto muito

Kyle Larson, piloto da Nascar

Essa não é a primeira vez que um piloto da Nascar se envolve em uma polêmica durante a quarentena. Na semana passada Bubba Wallace participava de uma corrida virtual, quando se irritou após um toque e decidiu abandonar o jogo.

Posteriormente, ele ironizou a situação nas redes socais e a repercussão foi mais negativa ainda, provocando a perda de um de seus patrocinadores. “Tchau, Bubba. Estamos interessados em pilotos e não em desistentes”, postou a empresa em resposta a sua postagem.

Leia Também: Ross Brawn diz quando e como temporada da Fórmula 1 deverá começar