Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Pastor Marco Feliciano confirma presença na posse presidencial

O pastor e Deputado Federal reeleito pelo estado de São Paulo, Marco Feliciano, compartilhou em suas redes sociais o convite para a posse presidencial que ocorrerá no dia 1º de janeiro de 2019.

O evento de posse envolve diversas cerimônias, que começa com uma missa/culto ecumênico na Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida, em Brasília, prevista para ocorrer às 14h30.

Fonte: reprodução/Instagram

Marco Feliciano é Presidente da Assembléia de Deus Ministério Catedral do Avivamento, em Orlândia, São Paulo. Foi reeleito Deputado Federal pelo Estado de São Paulo com quase 400 mil votos.

Ato no Congresso

Em seguida, o presidente eleito segue para o Congresso Nacional, onde será recepcionado pelos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Eunício Oliveira. É no Parlamento que Jair Bolsonaro se tornará oficialmente o novo presidente do País. Com honras militares, o primeiro-secretário da Mesa do Congresso faz a leitura do termo de posse e o presidente do Congresso, Eunício Oliveira, declara a chapa vencedora da eleição de outubro empossada.

Faixa presidencial

Já como presidente do País, Bolsonaro faz o primeiro discurso à nação diante dos parlamentares. Deixa o Congresso e segue ao Palácio do Planalto, onde subirá a rampa de entrada para ser recebido por seu antecessor, Michel Temer. Do alto da rampa, haverá a entrega da faixa presidencial ao presidente eleito.  De seda, medindo 15 centímetros de largura, a faixa verde e amarela ostenta o Brasão da República bordado com fios de ouro.

Pastor Marco Feliciano
Pastor Marco Feliciano

Recepção autoridades

Após a transmissão, Bolsonaro faz um segundo discurso, no parlatório, para a população presente. É no Palácio do Planalto que a nova equipe do governo, seus ministros de Estado, também é empossada. No Salão Oeste, ocorre a foto oficial. O dia termina com um jantar no Palácio do Itamaraty, onde são recebidas as missões especiais estrangeiras e as altas autoridades da República.

Continue lendo…