Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Novo Toyota Corolla híbrido vai encantar os amantes de tecnologia e economia

O novo Toyota Corolla híbrido é um dos carros mais atraentes do mercado automobilístico na atualidade. Afinal, desde quando foi lançado, há 22 anos, os modelos híbridos avançaram muito e são os queridinhos do momento no mercado brasileiro.

Sendo assim, o modelo híbrido do Corolla promete encantar seus clientes. Confira!

Novo Toyota Corolla híbrido vai encantar os amantes de tecnologia e economia
Novo Toyota Corolla híbrido vai encantar os amantes de tecnologia e economia

Novo modelo do Toyota Corolla reúne o que há de mais tecnológico no mercado automobilístico brasileiro

Quando a jornada da Toyota com híbridos começou há 22 anos, tudo parecia uma aventura. Era década de 90, mais precisamente no ano de 1997, quando a marca lançou o Prius, o primeiro automóvel de produção em massa que combinou um motor a combustão com outro motor elétrico alimentado por bateria.

Como a tecnologia logo foi aceita diante da fácil utilização, a Toyota lançou Prius, um dos veículos mais “limpos” em relação à emissão de poluentes.

A modo sustentável lhe rendeu boa fama depois de duas décadas, a mecânica híbrida foi disponibilizada também para o modelo Corolla.

Leia também: Novo Honda elétrico contará com motor de 136cv. Veja foto oficial

Corolla um dos sedãs médios mais vendidos da categoria

O Corolla é o líder da categoria há cinco anos no Brasil e é responsável por 45% dos emplacamentos de sedãs médios.

Dessa forma, levar o que há de mais moderno em termos de tecnologia ao modelo mais vendido promete movimentar e muito o mercado automobilístico no Brasil.

Para isso, a Toyota apostou em uma grande novidade dessa nova geração: o sistema híbrido flex. Nele existem 3 motores no cofre frontal, dois elétricos e um 1.8 flex aspirado de ciclo Atkinson.

Como são montados juntos com o câmbio, dispensa o uso de correia e torna a resposta do acelerador mais imediata.

Além disso, o sistema híbrido também não usa alternador e sim um inversor que é instalado junto à bateria.

Até mesmo o câmbio automático do tipo CVT é híbrido. Ou seja, não há simulação de marchas como nas versões convencionais.

Pelos dados oficiais, o 1.8 flex gera 101 cv de potência e 14,5 kgfm de torque. Enquanto isso, os elétricos produzem 72 cv e 16,6 kgfm.

Vale lembrar, no entanto, que a Toyota não divulgou potência e torque combinados. Apesar disso, uma curiosidade sobre o Corolla híbrido é que a bateria de 127V fica montada sob o assento. Assim, sua posição é mais segura e ajuda a liberar espaço.

São Paulo recebe investimento de 1 bi para produção do modelo

Para produção do modelo híbrido flex e introduzir a plataforma TNGA, já presente no Prius, no Camry, no C-HR e na nova geração do RAV4, a Toyota injetou R$1 bilhão na fábrica de Indaiatuba (SP) .

A funilaria foi o setor que mais teve alterações: tinha 60 robôs e agora conta com 150 máquinas. Sua função é unir as partes da carroceria, uma vez que o chassi tem entre 3,6 mil e 3,8 mil pontos de solda.

A nova arquitetura não alterou muito as dimensões do sedã, no entanto aumentou em 60% a rigidez torsional. Ou seja, o número de componentes é 30% maior.

Veja ainda: Novo Corolla GLi: A versão de entrada que custa R$ 99.990