Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Mais Lidas

Todo mundo comentando

Amortecedores recondicionados: será que vale a pena ou não?

Assistas aos melhores vídeos clicando aqui
Não perca nenhum conteúdo de nosso Blog. Clique no botão abaixo e fique atualizado!

Imagine a seguinte situação: aquele barulhinho na suspensão incomodou e o mecânico indicou a troca do amortecedor. No entanto, os valores da peça nova são elevados e, então, você cogitou a ideia de optar por algo mais barato. É nesse cenário que os amortecedores recondicionados entram ou não em cena. Será que vale a pena?

Amortecedores recondicionados: será que vale a pena ou não?
Amortecedores recondicionados: será que vale a pena ou não?

Amortecedores recondicionados: são boas opções ou não?

Antes de explicar mais sobre os amortecedores recondicionados, é primordial citar a função do amortecedor. Em via de regra, esse é um dos principais compostos do sistema de suspensão dos carros.

O objetivo é conseguir absorver melhor os impactos causados aos veículos pela maioria das irregularidades das pistas.

Em seguida, os amortecedores oferecem muito mais conforto e estabilidade, dando mais segurança ao dirigir.

Existem amortecedores hidráulicos, a gás e outros tipos, portanto, a melhor opção é buscar consultar o manual do proprietário para saber qual o seu tipo.

A troca dos amortecedores deve ser feita quando a peça começa a fazer alguns tipos de barulhos. Em suma, é primordial que seja consultado a cada 10 mil km e a troca, normalmente, acontece apenas aos 50 mil km.

Obviamente que dependendo do tipo de condução, piso e de outras situações, o tempo pode ser maior ou menor.

A substituição deve ser feita com todo o kit de amortecedor e a equipe mecânica precisa ser de muita qualidade.

Leia ainda: Como cuidar do câmbio automático em 5 passos

O que é um amortecedor recondicionado?

Em resumo, os amortecedores recondicionados são componentes que já foram utilizados em outros veículos. O tempo de uso devem ser até o limite de sua vida útil e, em seguida, são submetidas a um processo de reforma.

Quem mais procura esse tipo de peça são aqueles que acabam por guiar grandes distâncias ou quem não encontra peça facilmente.

O principal chamariz para os amortecedores recondicionados é o valor, pois eles custam bem menos que os novos.

Afinal, os amortecedores recondicionados são boas opções ou devem ser evitados?

Grande parte dos mecânicos não indicam a compra desses amortecedores que foram recondicionados. A justificativa é que o tempo de vida útil é menor. Ou seja, a chance de dar problema será sempre mais elevada.

Além disso, podem existir outros problemas e desencadear um “efeito dominó” em todo o conjunto de suspensão do próprio veículo.

O principal é evitar a compra dos amortecedores recondicionados e escolher pelas peças novas.

Leia mais: Você sabe o que é pneu remold? Saiba se vale a pena trocar

Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!