Saúde: Campanha é lançada para prevenir a obesidade infantil

As crianças precisam de atenção o quanto antes em relação a obesidade para prevenir futuros danos a Saúde futuramente

0

A obesidade é um dos principais problemas de Saúde, não apenas para os adultos, mas também para os pequenos. Pensando nisso, o Ministério da Saúde lançou recentemente a campanha “1, 2, 3 e já!. Vamos prevenir a obesidade infantil”. O foco da campanha estará em três pontos principais: alimentação saudável, atividades físicas e brincadeiras longe dos dispositivos móveis ou televisão.

Saúde e Obesidade
Controlando a Obesidade infantil e Cuidando da Saúde

Saúde não combina com obesidade

Segundo dados do Ministério da Saúde, três a cada 10 crianças, entre 5 e 9 anos, atendidas pelo Sistema Único de Saúde (SUS) estão acima do peso, o que representa 4,4 milhões de brasileirinhos. Deste total, 16% deles, o que significa 2,4 milhões, estão com sobrepeso e 1,2 milhão com obesidade, além de 5%, ou 755 mil com obesidade grave.

Essas crianças já crescem com a saúde debilitada, já que o coração precisa fazer mais força para bombear o sangue, é mais complicado para respirar e fica difícil para se locomover, por exemplo. Essas crianças possuem 40% mais chances de terem uma doença cardiovascular e possuem mais riscos de terem câncer.

De olho no futuro

O mundo está envelhecendo, já que as pessoas vivem cada vez mais e a taxa de natalidade foi reduzida. Especialistas apontam que essa campanha contra a obesidade infantil é importante de olho no futuro. Investindo agora o MS deve poupar recursos daqui alguns anos, já que menos pessoas tendem a utilizar o sistema público de Saúde.

Mais ações na Saúde em 2020

A campanha contra a obesidade infantil foi lançada em 2019, mas deverá se desenvolver ao longo de 2020. A ideia é utilizar datas comemorativas para proporcionar o debate focado na Saúde. Além disso, o MS lançou um guia para os pais de pequenos, ensinando maneiras de alimentar de modo saudável aqueles que possuem 2 anos ou menos.

O guia alimentar

Conforme dados do Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional (Sisvan) 2018, 49% dos pequenos consomem alimentos ultraprocessados, 33% ingerem bebidas adoçadas e 32,3% comem macarrão instantâneo, isso entre 6 e 23 meses de vida. Práticas nadas saudáveis.

Com o guia os pais poderão seguir uma alimentação correta, de acordo com os níveis de processamento para cada idade. O material possui uma linguagem simples, voltada às famílias. Os antigos materiais do tipo eram produzidos para os profissionais de saúde. Apresenta até dicas para a amamentação, impedindo a obesidade e garantindo uma vida saudável.

Leave A Reply

Your email address will not be published.