Diário Prime o portal de notícias de Mato Grosso!

- Publicidade -

Ana Miranda, de Malhação, dirige comédia de época


A atriz Ana Miranda, que vive a avó Margarida, em “Malhação: toda forma de amar”, da TV Globo, assina a direção da comédia ‘O Oráculo’, de Arthur Azevedo, que estreia no dia 07 de agosto, às 21h, no Teatro Vannucci, no Shopping da Gávea, no Rio. O espetáculo foi montado e dirigido, pela primeira vez, por ela, em 2016, durante a defesa da tese final do curso de licenciatura em teatro.

O espetáculo conta a história do advogado Nelson, que recebe conselhos amorosos do Oráculo para saber a melhor forma de como terminar o relacionamento com a sua amante, a viúva Helena. Quando descobre a sua intenção, ela inventa uma traição que o deixa revoltado. “É um texto do século XIX, mas que retrata os comportamentos e hábitos atuais da sociedade. Nessa peça de costumes, Arthur Azevedo demonstra toda a sua habilidade em criar um enredo engraçado, que prende a atenção do espectador, e ainda reelabora elementos da tradição literária”, conta Ana.

“Como é uma peça pequena, para aumentar o tempo de duração, precisei adaptar nas marcações, mas sem mexer no texto original, já que se trata de uma história antiga. Na primeira montagem, o retorno foi maravilhoso e surpreendente porque é difícil fazer uma comédia de época. Agora, com mais recursos, resolvi fazer uma nova, que está muito rica, com cenário e figurino do século XIX, aonde os quatro personagens são os protagonistas. Não tem um maior ou melhor que o outro. Todos são importantes na história”, completa Ana Miranda. No ano passado, ela viveu a Dona Teresa de Jesus, mãe de Martinho da Vila, no espetáculo ‘Martinho da Vila 8.0 | Uma Filosofia de Vida’, em homenagem ao sambista.

Foto: Rodrigo Sampaio


A atriz Ana Miranda, que vive a avó Margarida, em “Malhação: toda forma de amar”, da TV Globo, assina a direção da comédia ‘O Oráculo’, de Arthur Azevedo, que estreia no dia 07 de agosto, às 21h, no Teatro Vannucci, no Shopping da Gávea, no Rio. O espetáculo foi montado e dirigido, pela primeira vez, por ela, em 2016, durante a defesa da tese final do curso de licenciatura em teatro.

O espetáculo conta a história do advogado Nelson, que recebe conselhos amorosos do Oráculo para saber a melhor forma de como terminar o relacionamento com a sua amante, a viúva Helena. Quando descobre a sua intenção, ela inventa uma traição que o deixa revoltado. “É um texto do século XIX, mas que retrata os comportamentos e hábitos atuais da sociedade. Nessa peça de costumes, Arthur Azevedo demonstra toda a sua habilidade em criar um enredo engraçado, que prende a atenção do espectador, e ainda reelabora elementos da tradição literária”, conta Ana.

“Como é uma peça pequena, para aumentar o tempo de duração, precisei adaptar nas marcações, mas sem mexer no texto original, já que se trata de uma história antiga. Na primeira montagem, o retorno foi maravilhoso e surpreendente porque é difícil fazer uma comédia de época. Agora, com mais recursos, resolvi fazer uma nova, que está muito rica, com cenário e figurino do século XIX, aonde os quatro personagens são os protagonistas. Não tem um maior ou melhor que o outro. Todos são importantes na história”, completa Ana Miranda. No ano passado, ela viveu a Dona Teresa de Jesus, mãe de Martinho da Vila, no espetáculo ‘Martinho da Vila 8.0 | Uma Filosofia de Vida’, em homenagem ao sambista.

Foto: Rodrigo Sampaio


Últimas Publicações
Para obter mais conteúdos siga o Diário Prime no Google News. Quer se avisado de graça sobre os melhores conteúdos em primeira mão? Receba Nossas Notificações Aqui!



Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceito Leia Mais