Assembleia venezuelana retira imunidade parlamentar de Guaidó

0
91

A crise venezuelana ganhou mais um capítulo nesta terça-feira (02). Isso porque a Assembleia Constituinte, que é totalmente a favor de Nicolás Maduro, aprovou a retirada da imunidade parlamentar de Juan Guaidó, autoproclamado presidente interino do país, com reconhecimento de mais de 50 países, incluindo o Brasil e Estados Unidos.

Mas, o que isso quer dizer? Juan Guaidó terá que responder na justiça comum por ter desobedecido a ordem imposta pelo regime de Nicolás Maduro, que o impedia de deixar o país, mas ele acabou viajando para vários países, incluindo o Brasil, onde se encontrou com o presidente Jair Bolsonaro.

Segundo informações do G1, foi o Tribunal Superior de Justiça da Venezuela, que também é comandado pelo governo venezuelano, que entregou a petição para a cassação da imunidade parlamentar de Guaidó.

No mês de janeiro, Guaidó se autoproclamou presidente interino da Venezuela, revoltando o regime chavista, que resolveu puni-lo com a proibição de deixar o país.  Quem iniciou o processo foi o Tribunal Supremo de Justiça, entendendo que o político estava usurpando a cadeira de presidencial. Na visão do tribunal, Maduro é o presidente legítimo da Venezuela.

Guaidó se autoproclamou presidente devido as denuncias de fraude nas eleições presidências do ano passado, que acabou reelegendo Maduro por 6 anos. A eleição foi vista como ilegítima por diversos órgãos e países, que passaram a não reconhecer Nicolás como o presidente da Venezuela.

 

 

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here