Correios desobedecem ordem da justiça do trabalho e são multados em 50 mil reais

A decisão foi emitida no início de junho, em prol da prevenção dos trabalhadores contra a Covid-19

0
417
Agência dos Correios Nova Mutum / Fonte: André Campos – Correio Prime
Agência dos Correios Nova Mutum / Fonte: André Campos – Correio Prime

A Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), foi multada em 50 mil reais esta semana, após se negar a cumprir uma ordem da juíza Dayna Lannes Andrade, da 1ª vara do Trabalho de Cuiabá.

Entretanto,em sua decisão, promulgada no início de junho, a magistrada explicou que os testes são necessários já que os empregados com positivados para covid-19 continuaram trabalhando normalmente,  até a realização do exame.

Por este motivo, a mesma havia solicitado que a empresa realizasse o teste para Covid-19 em massa, aos trabalhadores que tiveram contato com colegas confirmados para a doença. Decisão não acatada pela ECT, desde então.

Diante do perigo da pandemia, provocada pelo novo Coronavírus, as atividades dos trabalhadores dos Correios, que são realizadas em aglomerações, representam em si uma exposição forte à possibilidade de ser infectados.

De acordo com um dos diretores do sindicato, Alexandre Aragão, a instituição já vinha alertando para o perigo da proliferação do vírus nas unidades, desde março,porém não foi ouvida.

“Os Correios são foco de proliferação do novo Coronavírus, pois os trabalhadores se reúnem nas agências, nos centros de tratamentos de cartas e encomendas, nos centros administrativos ou nos centros de distribuição. E depois saem para as ruas, atendendo ao público. Portanto, manter as unidades funcionando, sem as devidas precauções constitui uma grave ameaça para os trabalhadores e seus familiares. Bem como para a sociedade em geral. Não tem como ignorar a letalidade dessa doença e as sequelas nos que conseguem vencê-la.”, alarmou.

Correios em Nova Mutum

Em Nova Mutum (localizada a 250 km de Cuiabá), a agência ficou fechada por dois dias, no mês passado, sob liminar da Justiça do Trabalho. Mas logo reabriu, com dois funcionários atendendo normalmente.

Ainda de acordo com o sindicato, até o momento, foram registrados 16 casos confirmados. Enquanto, por outro lado, os casos de trabalhadores dos Correios em Nova Mutum, permanecem estáticos.

Atualmente 34 trabalhadores aguardam os resultados dos exames. E outros 280  estão expostos ao contágio pelo novo coronavírus por falta de ações preventivas da empresa.

Confira as unidades que tiveram pessoas confirmadas para a Covid-19:  CDD Cristo Rei (VG) 1; CDD CPA 2; CDD Coxipó 2; CEE 1; CTCE 1; Sorriso 1. Pontes e Lacerda 4 (3 confirmados e um aguardando resultado dos exames), Nova Mutum 4 (um confirmado e três aguardando resultado).

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here